quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

sugestão para leitura: Illuminati - Trama e conspiração


Livro de Luís Miguel Martínez Otero, "Illuminati, Trama e conspiração", da editora Ausência, Vila Nova de Gaia 2004, Portugal. Com tradução de Teresa Castro, constitui uma excelente leitura para um fim de semana... uma retrospectiva do que foi a fundação da Ordem Illuminati na Baviera, desde o 1 de Maio de 1776 por Adam Weishaupt, até a sua expansão a Nova Iorque, com as consequentes e bem conhecidas conspirações. Estas tem inspirado e continuam a motivar excelentes escritores, a desenvolver infindáveis "Tramas Illuminati", transpostas para hoje, envolvendo o mundo político e económico num único objectivo, a criação da Nova Ordem Mundial. Este livro é um complemento, para perceber o que está por detrás da intriga de Dan Brown no "Anjos e Demónios", mas com um forte rigor histórico quanto à constituição da mesma, bem como a influência que teve na Maçonaria.

Sobre a Ordem Illuminati em Portugal

Introdução

A Ordem Illuminati é uma associação animada por dois princípios: Igualdade e Justiça. Toda a manifestação é baseada nestas duas premissas que são geradoras de luz para a humanidade.
A Ordem propõe-se levar ao mundo uma Nova Ordem Mundial e para isso conta com as forças motrizes da sociedade como um todo, independente de ideologias e religiões. A nossa união é baseada nos mais puros princípios morais, alicerçando-se nos ensinamentos dos grandes Mestres de todos os tempos. Todo o Iluminado é formado para oferecer o máximo de si, para todos. O seu único vínculo é com a verdade inscrita no templo chamado Natureza.
O mundo na sua actual conjuntura está moralmente falido e socialmente desajustado. Nestas condições somente pode haver guerra, terrorismo e fome, pois os valores fundamentais foram esquecidos. O mundo mais do que nunca precisa de ajuda. Não é aceitável que os seres humanos se assemelhem a animais. Os factores obsoletos deste mundo antigo e decadente devem ser destruídos. Os iluminados podem ajudar, devem, e querem. A felicidade de todos é o seu objectivo, independente de raças ou religiões.
A política, a religião e o estado devem estar a serviço do homem. O homem não deve ser servo do estado ou da religião; é a religião e o estado que devem servir o homem. A máquina pública deve estar ao serviço da Igualdade. A Justiça e governo devem equilibrar-se para gerar a sociedade perfeita. O poder deve ser gerido com imensa responsabilidade, ele é recebido por decisão do povo, para servir o mesmo. Numa sociedade igualitária poder e autoridade são sinónimas de pessoas que devem servir.
A prosperidade deve ser distribuída a todos, e a todos deve ser providenciado acesso aos avanços sociais e tecnológicos. É necessário agir nesta justa distribuição. As palavras nada valem quando não são acompanhadas de acção. A acção deve se ajustar às leis universais, ser sua colaboradora. Equilíbrio e Igualdade são leis.
Unindo-nos, realizaremos mais. Os grupos que trabalham pela mudança são realmente iluministas num sentido lato da palavra. São focos de luz; geram a luz e trabalham na luz. Nada no tempo e no espaço é inútil. Avançar é preciso. Trabalhando conjuntamente, ou individualmente, poderemos imenso. Todo o trabalho é importante, seja a nível científico, nas lutas sociais, políticas ou económicas.
Confiamos na Humanidade e nos seus valores tradicionais, como família, carácter e honra. Seguiremos amparados pelos factores elevados da luz, e pela nossa crença na vitória do bem. Levaremos adiante o nosso projecto de sociedade perfeita. O mundo segue a acção e despreza a inércia. Atingiremos por essa acção e pesquisas um alto grau desenvolvimento espiritual e material. O novo mundo nasce. A Nova Ordem é estabelecida.

sábado, 25 de outubro de 2008

Ordem Illuminati em Portugal

Para obter mais informações sobre os principios que animam a Ordem em Portugal e no Mundo.